EUA usarão no Afeganistão experiência colombiana contra rebeldes

Bogotá, 5 mar (EFE).- Os Estados Unidos, com a ajuda de tropas colombianas, aplicarão no Afeganistão estratégias da luta contra o narcotráfico e a guerrilha que fazem parte do Plano Colômbia, afirmou hoje o chefe das Forças Armadas americanas, almirante Michael Mullen.

EFE |

O principal assessor militar do presidente americano, Barack Obama, disse em entrevista coletiva em Bogotá que, em virtude dos "bem-sucedidos resultados do Plano Colômbia", algumas de suas linhas de ação serão aplicadas no Afeganistão.

Mullen disse que, em reunião com o ministro da Defesa da Colômbia, Juan Manuel Santos, e o comandante das Forças Armadas deste país, general Freddy Padilla, tratou do "compromisso colombiano de enviar tropas ao Afeganistão".

Trata-se de "um passo muito positivo e necessário nessa região do mundo que está lutando e se beneficiaria da experiência da luta dos colombianos", afirmou o oficial americano.

Segundo Mullen, os militares colombianos dariam assistência na lutando contra rebeldes, criando trabalho e oportunidades para as pessoas e aumentando a sensação de segurança na região. EFE fer/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG