EUA: três famílias morreram em acidente aéreo ainda não esclarecido

Três jovens casais da Califórnia (oeste), com seus respectivos filhos pequenos, foram as 14 vítimas fatais do avião que caiu no último domingo perto de um cemitério em Montana (noroeste), para onde viajavam, informaram diferentes fontes nesta terça-feira.

AFP |

A Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês) e o Conselho Nacional de Segurança dos Transportes (NTSB, idem) ainda não conseguiram determinar a causa exata da tragédia. Especialistas afirmam, no entanto, que o acidente provavelmente se deveu a um excesso de peso no monomotor, no qual viajavam 14 pessoas - três a mais que o recomendado para este modelo.

"Veremos tudo com o tempo", declarou na noite de segunda-feira Mark Rosnenker, um dos investigadores da NTSB que estudam o caso.

Na tarde de domingo, o monomotor turbohélice viajava de Oroville, na Califórnia, para Bozeman, em Montana, num percurso de aproximadamente 1.500 km, quando desviou-se da rota e caiu na cidade de Butte, a 150 metros da pista de pouso do aeroporto local.

O piloto e os 13 passageiros, incluindo sete crianças menores de 10 anos, morreram na hora.

Segundo o jornal Los Angeles Times, um dentista do norte da Califórnia, presidente da companhia à qual pertencia a aeronave, havia emprestado o monomotor para suas duas filhas, uma pediatra e uma dentista, que viajavam com suas famílias e um casal de amigos para o exclusivo resort Yellowstone Club, perto de Bozeman.

pb/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG