EUA tiram Coréia do Norte de lista negra e abrandam tensão nuclear

Macarena Vidal. Washington, 11 out (EFE).- Os Estados Unidos anunciaram hoje a retirada da Coréia do Norte de sua lista de países patrocinadores do terrorismo, depois que Pyongyang concordou em abrir suas instalações nucleares à inspeção internacional.

EFE |

Com esse anúncio, que representa o resultado de intensas negociações diplomáticas das últimas semanas, a secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, assinou o documento que retira Pyongyang dessa lista.

A medida também abre o caminho para retirar outra série de sanções econômicas contra o país asiático, informou o porta-voz do Departamento de Estado, Sean McCormack.

Em troca, a Coréia do Norte aceitou dar um "papel importante" à Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) para verificar sua desnuclearização e que permitirá que inspetores estrangeiros supervisionem todas suas instalações nucleares declaradas.

Segundo McCormack, Pyongyang retomará imediatamente os trabalhos para desmantelar seu programa nuclear, que tinha interrompido nas últimas semanas.

"Cada aspecto da verificação que nos interessava está incluído neste acordo", insistiu o porta-voz, que acrescentou que "os EUA continuarão trabalhando para conseguir" a suspensão "de todos os programas e atividades nucleares norte-coreanas".

"Não descansaremos até alcançar" este objetivo, disse McCormack.

No entanto, ele lembrou que esse a Coréia do Norte "continua sendo alvo de numerosas sanções resultantes de seu teste nuclear em 2006, suas atividades a favor da proliferação atômica, suas violações dos direitos humanos e sua condição de país comunista".

O porta-voz também frisou que não se trata de uma medida unilateral, pois conta com o consentimento de todos os participantes das conversas entre EUA, Rússia, Japão, China, Coréia do Norte e Coréia do Sul para alcançar a desnuclearização de Pyongyang.

Os EUA fizeram constantes consultas nos últimos dias com seus parceiros nestas conversas na busca de um sinal verde para um acordo elaborado durante a visita à Coréia do Norte de seu enviado para a região, Christopher Hill, na semana passada.

Na sexta-feira, Rice falou com os chanceleres de China, Rússia, Japão e Coréia do Sul.

Hoje, o presidente dos EUA, George W. Bush, e o primeiro-ministro japonês, Taro Aso, também conversaram por telefone, em uma tentativa de Washington de acalmar a preocupação de Tóquio sobre a medida e para demonstrar que a iniciativa conta com o apoio inequívoco da Casa Branca.

O Japão se mostrava contrário a recompensar a Coréia do Norte, e especialmente a retirá-la da lista de países terroristas, até que não se resolvesse a investigação do seqüestro de cidadãos japoneses durante os anos 70 por parte de agentes norte-coreanos.

Segundo o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, Gordon Johndroe, Bush e Aso reiteraram seu compromisso de conseguir a desnuclearização da península norte-coreana de modo pacífico.

"Todas as partes devem continuar seu trabalho" para fazer com que "a Coréia do Norte cumpra seu compromisso de abandonar todos os seus programas e as armas nucleares", acrescentou Johndroe.

Bush também expressou a Aso seu apoio ao Japão na questão do seqüestro e prometeu pressionar Pyongyang para que cumpra seus compromissos sobre o assunto.

O acordo alcançado hoje representa um importante passo para reavivar o processo de desnuclearização, pactuado em 2005 nas conversas entre as seis nações, mas que se encontrava ameaçado desde que Pyongyang anunciou sua suspensão em agosto.

Por trás dessa decisão estava o desacordo com os EUA sobre como proceder exatamente e quando retirar a Coréia do Norte da lista terrorista, algo que foi resolvido hoje.

A retirada da Coréia do Norte dessa lista poderia encontrar resistência dentro do Congresso americano, especialmente entre a ala republicana mais conservadora, que pode opinar que o país está cedendo muito, enquanto Pyongyang pouco demonstrou. EFE mv/ab/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG