EUA: Tesouro congela bens de supostos seguidores do Hezbolah na Venezuela

O departamento do Tesouro americano congelou nesta quarta-feira os bens nos Estados Unidos de dois homens classificados como seguidores do Hezbolah, que atuam baseados na Venezuela.

AFP |

A medida foi aplicada contra Ghazi Nasr al Din e Fawzi Kan'an, além de duas agências de viagem de propriedade de Kan'an, informou o departamento do Tesouro.

"É extremamente perturbador ver que o governo da Venezuela emprega e provê refúgio seguro a facilitadores e financistas do (movimento radical xiita) Hezbolah. Continuaremos expondo a natureza global da rede de apoio ao terrorismo do Hezbolah", afirmou Adam Szubin, diretor do escritório de controle de bens no estrangeiro (Ofac, na sigla em inglês).

Além disso, o departamento do Tesouro também decidiu congelar os bens nos Estados Unidos de dois líderes da União Jihad Islâmica, à qual se refere como "uma organização terrorista afiliada à Al Qaeda com o objetivo de derrubar o governo do Uzbequistão".

mdl/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG