EUA tentam confirmar detenção de turistas americanos no Irã

Washington, 1º ago (EFE).- O Governo dos Estados Unidos está tentando confirmar a detenção de três turistas americanos que aparentemente entraram no Irã ao cruzarem por engano a fronteira entre este país e o Iraque.

EFE |

"Vimos relatos na imprensa iraniana que indicam que três americanos foram detidos no Irã", disse Robert Wood, porta-voz adjunto do Departamento de Estado americano.

Segundo o funcionário, os EUA já pediram à embaixada da Suíça, que representa os interesses americanos no Irã, que confirme a notícia com as autoridades locais. Caso o relato seja confirmado, o Governo americano também vai solicitar acesso consular aos detidos.

"A proteção dos cidadãos (americanos) é nossa máxima prioridade", ressaltou Wood, num comunicado.

A Suíça representa os interesses dos EUA no país persa porque Washington e Teerã romperam relações diplomáticas em 1980, após a invasão à embaixada americana na capital iraniana e o triunfo, um ano antes, da Revolução Islâmica.

A imprensa do Iraque também noticiou a detenção dos turistas americanos na fronteira com o Irã.

Segundo um porta-voz da Polícia do Curdistão iraquiano, os três turistas, acompanhados de um quarto americano, chegaram à região em 28 de julho, pela passagem de Ibrahim Khalil.

Ontem, quando visitavam Ahmed Awaa, na província curda de Suleimaniya, os três turistas entraram por engano no lado iraniano da fronteira, onde foram detidos.

A detenção foi descoberta porque o quarto integrante do grupo, que estava doente, ficou no hotel. Ao perceber o sumiço dos amigos, denunciou a situação às autoridades americanas. EFE elv/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG