O pessoal diplomático americano em Tegucigalpa tenta achar uma forma de ajudar a embaixada brasileira, que se encontra sem água e comida e está cercada pela polícia depois de acolher o presidente deposto Manuel Zelaya, declarou nesta terça-feira o porta-voz do departamento de Estado, Ian Kelly.

"Estamos a par da situação, é claro. Nossa embaixada em Tegicugalpa está em contato com seus colegas na embaixada brasileira. E estamos discutindo que tipo de ajuda podemos fornecer", explicou Kelly.

"É uma situação muito sensível, não quero entrar em detalhes sobre que tipo de ajuda estamos negociando", explicou.

jz/ml/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.