EUA temem que Síria tenha dado mísseis Scud ao Hezbollah

Por Matt Spetalnick WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos manifestaram na quarta-feira preocupação de que a Síria possa ter enviado mísseis Scud de longo alcance para a guerrilha libanesa Hezbollah, e afirmaram que isso ameaçaria a estabilidade libanesa.

Reuters |

Na véspera, o presidente de Israel, Shimon Peres, havia feito uma acusação semelhante, que implicaria uma alteração no equilíbrio de forças no Oriente Médio.

O governo de Barack Obama, que vem buscando uma aproximação dos EUA com a Síria, deixou clara a sua insatisfação aos mais altos escalões do governo de Damasco.

"Estamos obviamente cada vez mais preocupados com os sofisticados armamentos que (...) estão sendo supostamente transferidos", disse Robert Gibbs, porta-voz da Casa Branca, a jornalistas. "Manifestamos nossas preocupações a esses governos."

O Hezbollah, que tem apoio da Síria e do Irã, é uma guerrilha xiita que em 2006 travou uma guerra contra Israel, o que causou graves danos no Líbano. Na época, o grupo havia disparado baterias de foguetes com alcance de 20 a 60 milhas (cerca de 30-100 quilômetros), obrigando à retirada da população civil de parte do território israelense.

(Reportagem adicional de Arshad Mohammed e Adam Entous em Washington, Ari Rabinovich em Jerusalém)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG