EUA temem possível ligação militar Mianmar-Coreia do Norte

BANGCOC - Os Estados Unidos disseram, nesta terça-feira, que estão preocupados com a possibilidade de uma ligação militar entre Coreia do Norte e Mianmar, e pediram à antiga Birmânia que pare de violar direitos humanos e maltratar minorias.

Reuters |

AP

Hillary Clinton é recebida pelo primeiro-ministro
tailandês, Abhisit Vejjajiva, em Bangcoc

A secretária norte-americana de Estado, Hillary Clinton, manifestou tais preocupações antes de uma reunião regional de segurança, que terá em sua pauta a questão nuclear da Coreia do Norte e a ditadura militar de Mianmar.

"Sabemos que há também crescentes preocupações sobre a cooperação militar entre Coreia do Norte e Birmânia, o que levamos muito a sério", disse Hillary a jornalistas quando questionada sobre uma possível cooperação militar entre as duas ditaduras.

"Seria desestabilizador para a região. Representaria uma ameaça direta para os vizinhos da Birmânia", disse Hillary, que nesta semana participa de um evento sobre segurança da Asean (fórum regional do Sudeste Asiático) na ilha tailandesa de Phuket. Haverá representantes norte-coreanos e birmaneses.

Hillary evitou comentar diretamente a possibilidade de que Mianmar possa obter tecnologia nuclear da Coreia do Norte, país que os EUA suspeitam que tenha ajudado a Síria a construir um reator nuclear.

A Coreia do Norte, que testou uma bomba atômica em maio e sete mísseis balísticos neste mês, será pressionada em Phuket a retomar o diálogo multilateral sobre a suspensão do seu programa nuclear.

As suspeitas de uma ligação nuclear Mianmar-Coreia do Norte foram alimentadas pelo fato de que um navio norte-coreano, apontado pelos EUA em junho e julho como suspeito de transportar armas, ter aparentemente tomado o rumo de Mianmar antes de dar meia volta.

"É algo que nós, sendo aliados por tratado da Tailândia (fronteiriça com Mianmar), estamos levando muito a sério", disse Hillary.


Leia mais sobre Coreia do Norte

    Leia tudo sobre: bomba nuclearcoréia do nortemianmar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG