Washington, 25 ago (EFE).- Os Estados Unidos afirmaram hoje que seria inaceitável que a Rússia reconhecesse a independência das regiões separatistas da Abkházia e da Ossétia do Sul, e reiterou que Moscou tem que respeitar a integridade territorial da Geórgia.

"Para nós isso seria inaceitável", disse o porta-voz adjunto do Departamento de Estado, Robert Wood, em seu encontro diário com os jornalistas.

"A Rússia tem que respeitar a integridade territorial e a soberania da Geórgia", ressaltou.

Os EUA reagiram assim aos pedidos feitos hoje pelas duas câmaras do Parlamento russo, o Senado e a Duma, ao presidente do país, Dmitri Medvedev, para que reconheça as independências das regiões separatistas georgianas da Abkházia e da Ossétia do Sul.

A Rússia "sabe muito bem" qual é a posição do Governo americano sobre o status das duas regiões separatistas, explicou Wood, que acrescentou que a secretária de Estado, Condoleezza Rice, falou "pelo menos uma vez" nos últimos dez dias com o chanceler russo, Serguei Lavrov.

A Casa Branca já havia afirmado que a independência da Ossétia do Sul e da Abkházia não pode ser determinada pela Rússia.

"O status destas duas regiões na Geórgia não pode ser decidido por um só país. É um assunto para a comunidade internacional através dos mecanismos da ONU", assinalou o porta-voz da Casa Branca Tony Fratto. EFE cai/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.