EUA suspendem parte de ajuda militar ao Paquistão

Mais de um terço dos US$ 2 bilhões anuais em ajuda e equipamentos militares estão em xeque pelo deterioramento das relações

iG São Paulo |

Os Estados Unidos suspenderam parte de sua ajuda militar ao Paquistão devido a algumas medidas tomadas pelo governo desse país, anunciou neste domingo William Daley, chefe de gabinete do governo de Barack Obama.

AFP
Esconderijo onde estava Bin Laden, em Abbottabad, no Paquistão; operação que matou líder fundador da Al-Qaeda foi mal recebida por Islamabad (foto de arquivo)
"O Paquistão tomou medidas que nos levaram a suspender parte da ajuda que damos ao exército paquistanês", afirmou Daley, em entrevista ao canal ABC.

De acordo com o jornal americano The New York Times, no total, cerca de US$ 800 milhões em ajuda e equipamentos militares poderão deixar de ser dados ao Paquistão. A quantia representa mais de um terço de mais de US$ 2 bilhões anuais em assistência para segurança que Washington provê a Islamabad.

A secretária de Estado Hillary Clinton já havia alertado no mês passado que os EUA reduziriam a ajuda militar ao Paquistão a menos que este país adotasse medidas concretas para colaborar com Washington.

Daley evocou também a deterioração das relações entre os dois países depois da eliminação do chefe da Al-Qaeda, Osama Bin Laden, em um ataque de um comando americano dentro do Paquistão em 2 de maio passado.

Islamabad, para quem o ataque constituiu uma violação de sua soberania territorial, reagiu ordenando a partida de conselheiros militares americanos. Antes disso, autoridades paquistanesas já haviam pedido a redução das atividades da CIA , a agência de inteligência americana, no país do sul da Ásia.

*Com AFP

    Leia tudo sobre: euapaquistãoajuda militardaleyobamabin laden

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG