EUA seguem com alerta em voos e aeroportos

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, passou instruções para que se mantenham as medidas adicionais de segurança nos voos e aeroportos do país, após o atentado frustrado da sexta-feira em um voo com destino a Detroit.

EFE |


Obama, de férias com a família no Havaí, teve de interromper seu descanso no domingo pela segunda vez, após ser notificado sobre uma irregularidade em um voo que cobria a mesma rota - de Amsterdã a Detroit - que o voo da sexta-feira.

O incidente aconteceu depois de a tripulação repreender um passageiro de nacionalidade nigeriana que tinha passado cerca de uma hora no banheiro do avião.

O passageiro, por sua vez, reagiu de forma desproporcional, o que levou o piloto a solicitar ajuda de emergência após a aterrissagem da aeronave.

As autoridades descartaram que o incidente fosse sério, determinaram que o passageiro estava indisposto e por isso teria passado muito tempo no banheiro.

Espera-se que as autoridades americanas ofereçam hoje mais informações sobre Umar Farouk Abdulmutallab, o nigeriano de 23 anos que tentou detonar um explosivo que levava junto ao corpo em um avião da Northwest.

Ainda não está claro se Abdulmutallab agiu sozinho ou em coordenação com membros da Al Qaeda no Iêmen, como ele sustenta.

Leia mais sobre: terrorismo

    Leia tudo sobre: estados unidosterrorismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG