EUA se preparam para quebra da Chrysler em breve, diz jornal

Washington, 23 abr (EFE).- O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos está se preparando para que a Chrysler se declare em moratória na próxima semana, publica hoje o site do jornal The New York Times.

EFE |

O jornal diz que esse passo conta com o consentimento do sindicato United Auto Workers (UAW), porque as pensões e assistência de saúde de seus aposentados estarão protegidas.

Além disso, a italiana Fiat pode completar sua aliança com a Chrysler enquanto esta se encontrar em moratória e sob tutela dos tribunais americanos.

Washington deu a Chrysler até o próximo dia 1° de maio para que possa resolver seus problemas financeiros e trabalhistas.

Passada essa data, e sem acesso a empréstimos públicos, a montadora terá que se declarar em moratória perante a impossibilidade de financiar suas operações.

Segundo o "New York Times", alguns analistas especulam que os preparativos do Departamento do Tesouro para a moratória da Chrysler são uma estratégia para pressionar os detentores de bônus da companhia.

A renegociação dos US$ 6,9 bilhões de dívida que a Chrysler tem com um consórcio de bancos e fundos de investimento é o principal obstáculo para completar a reestruturação da montadora.

A imprensa local diz hoje que a última oferta da empresa, apresentada na quarta-feira, é de US$ 0,22 para cada US$ 1 da dívida e 5% da nova Chrysler aliada com a Fiat.

Os credores tinham solicitado US$ 0,65 por US$ 1, 40% do conjunto de acionistas e que a Fiat forneça US$ 1 bilhão. EFE jcr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG