EUA reveem em baixa número de furacões e tempestades para 2009

O departamento de ciência atmosférica da Universidade de Colorado prevê 12 tempestades tropicais para a temporada 2009 no Atlântico, das quais seis atingirão força de furação, segundo comunicado publicado nesta terça-feira.

AFP |

Dois destes furacões podem ser particularmente violentos com ventos de pelo menos 178,8 km/h nas categorias 3, 4 ou 5 na escala Saffir-Simpson (que vai até 5).

Esses dados representam uma revisão em baixa em relação às projeções iniciais de dezembro de 2008 que falavam em 14 tempestades tropicais, das quais sete podem se transformar em furacões, três deles violentos.

Se estas previsões se confirmarem, 2009 será nitidamente menos agitado que o ano passado. Em 2008, foram registradas 16 tempestades tropicais, das quais oito se transformaram em furacão.

A frequência média das tempestades tropicais é de 9,6 por ano, com 5,9 furacões dos quais 2,3 de grande intensidade.

A equipe dos cientistas da Universidade de Colorado (oeste) baseia suas projeções na fragilidade esperada do El Niño associada a um desaquecimento inabitual das temperaturas na superfície do Oceano Atlântico nos trópicos durante os últimos meses do ano.

Águas mais frias são ligadas a uma menor atividade de ciclones durante a temporada do 1º de junho ao 30 de novembro.

"Com base em nossa última projeção, a probabilidade de um ciclone de grande potência atingir as costas americanas é de 54% este ano em comparação com a média de 52% no século XX", disse Phil Klotzbach, o principal responsável das previsões do departamento das ciências atmosféricas da Universidade do Colorado.

"Prevemos uma temporada de furacões para 2009 com uma atividade comparável às médias das temporadas de 1950 a 2000", acrescentou.

js/lm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG