EUA retiram parte dos funcionários da embaixada americana no Chade

Todos os funcionários não imprescindíveis foram retirados da embaixada dos Estados Unidos do Chade e levados para a República dos Camarões, anunciou nesta segunda-feira o departamento de Estado, no momento em que ocorre uma ofensiva rebelde contra o presidente Idriss Deby.

AFP |

"O pessoal não imprescindível foi levado temporariamente para Camarões", declarou Gonzalo Gallegos, porta-voz do departamento de Estado. "No momento, o serviço de passaporte foi suspenso até segunda ordem", acrescentou.

Grupos rebeldes armados realizam desde quarta-feira uma ofensiva contra o governo de N'Djamena na tentativa de derrubar o presidente Idriss Deby. O Chade acusa o Sudão de incentivar os rebeldes como forma de desestabilizar o país.

Segundo autoridades do Chade, violentos combates entre rebeldes e o Exército têm sido registrados em Biltin, 100 km de Abéché, capital do país.

lc/fb/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG