EUA retiram de circulação 800 mil doses de vacina contra gripe

Washington, 15 dez (EFE).- O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) ordenou hoje a retirada de 800 mil doses da vacina contra a nova gripe fabricada pela empresa Sanofi Pasteur, com base em testes de laboratório que apontam deficiências nas substâncias.

EFE |

As doses são seringas pré-carregadas sem conservantes preparadas para crianças de entre 6 meses e 3 anos de idade, que integram um dos grupos de mais risco de contágio da doença e que devem se proteger com duas doses da vacina, segundo informou hoje o CDC.

A agência americana ainda não sabe ao certo quantas doses da vacina já foram administradas, embora tenha descartado que as crianças devam voltar a ser vacinadas.

Segundo as autoridades americanas, os lotes de vacinas superaram os testes regulamentares antes da distribuição, mas sua potência se viu enfraquecida posteriormente entre 10% e 12%.

A diretora do Centro de Doenças Respiratórias do CDC, Anne Schuchat, disse à imprensa que, uma vez que os médicos devolvam as doses não utilizadas da vacina, não restarão mais lotes que careçam de conservantes e que sejam elaborados especificamente para menores de 2 anos.

A nova gripe infectou cerca de 50 milhões de pessoas nos EUA e deixou aproximadamente dez mil mortos entre abril e novembro, segundo os últimos números do CDC. EFE llb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG