EUA respaldam reabilitação do presidente do Supremo paquistanês

Washington, 16 mar (EFE).- O Governo dos Estados Unidos elogiou hoje a decisão do Paquistão de restaurar no cargo o ex-presidente do Supremo Tribunal Iftikhar Chaudhry, mas afirmou que não necessárias mais ações para retomar um diálogo real.

EFE |

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, qualificou "de um primeiro passo" a decisão do Paquistão de restaurar Chaudhry no cargo, mas destacou que é necessário um processo "contínuo de reconciliação".

"Considero que a solução estipulada é um primeiro passo em direção ao que deve ser uma reconciliação contínua e um compromisso de pontos de vista políticos que pode estabilizar a democracia civil e o Estado de Direito", disse à imprensa depois de se reunir com o ministro das Relações Exteriores da Irlanda, Micheál Martin.

Ela ressaltou que estes dois fatores são "essenciais para os esforços dos paquistaneses (...) de prevenir extremismo e violência".

No mesmo sentido havia se expressado horas antes o porta-voz adjunto do Departamento de Estado, Robert Wood, que qualificou a medida do Governo paquistanês de reabilitar Chaudhry e outros juízes de "importante para avançar no processo de reconciliação", apesar de ter advertido de que "ainda há muito trabalho pela frente".

Hillary ligou ao presidente do Paquistão, Asif Ali Zardari, e ao líder do opositor Liga Muçulmana-N, Nawaz Sharif, para reduzir as tensões e pressionar em favor de uma solução rápida e pacífica à crise. EFE cae/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG