EUA repreendem banco venezuelano por apoio a militares do Irã

Washington, 22 out (EFE).- O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos anunciou hoje sanções contra o Banco de Desenvolvimento de Exportações do Irã e o Banco Internacional de Desenvolvimento da Venezuela, por seus supostos serviços em prol de militares iranianos.

EFE |

Segundo o Governo George Bush, o Banco de Desenvolvimento de Exportações, sua companhia de corretagem da bolsa e sua companhia de câmbio de moedas estrangeiras, e o Banco Internacional de Desenvolvimento "deram ou tentaram dar serviços financeiros ao Ministério da Defesa e à agência de logística das Forças Armadas" iranianos.

Segundo os EUA, o Irã desenvolve um programa nuclear destinado à obtenção de armamento atômico.

"Em resposta às sanções internacionais e à recusa de muitos bancos responsáveis em fazer negócios com os bancos iranianos, o Irã adotou uma estratégia de uso de instituições menos proeminentes, tais como o Banco de Desenvolvimento de Exportações, para a gestão de suas transações ilícitas", afirmou o subsecretário do Tesouro, Stuart Levey.

"A medida de hoje expõe o papel desempenhado por esse banco para ajudar o Irã a violar as sanções das Nações Unidas, de modo que as instituições financeiras no mundo todo possam tomar as medidas apropriadas para se proteger", frisou.

Segundo o Departamento de Tesouro, as companhias de corretagem de bolsa e câmbio monetário, e o Banco Internacional de Desenvolvimento com sede em Caracas, Venezuela, "são propriedade, ou estão sob o controle, ou atuam direta ou indiretamente a nome de, ou se apresentam como que atuam em nome do Banco de Desenvolvimento de Exportações do Irã".

O comunicado esclareceu que o Banco Internacional de Desenvolvimento C.A., com escritórios na avenida Francisco de Miranda em Caracas, é uma entidade diferente e separada do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) com sede em Washington, e do Banco de Desenvolvimento Econômico e Social da Venezuela (Bandes), uma entidade do Governo venezuelano. EFE jab/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG