EUA renovam contrato da Blackwater no Iraque por mais um ano

O Departamento de Estado americano anunciou nesta sexta-feira a renovação, por mais um ano, do contrato da empresa de segurança particular Blackwater, objeto de polêmica por um incidente em setembro de 2007, que deixou 17 civis iraquianos mortos em Bagdá.

AFP |

"Pedimos e obtivemos a autorização para renovar por um ano o contrato número seis da Blackwater para prestação de serviços de segurança particular em Bagdá", declarou à imprensa o secretário de Estado adjunto encarregado da segurança diplomática, Gregory Starr.

O contrato, que deveria expirar no próximo dia 7 de maio, foi renovado porque o FBI ainda não publicou as conclusões de sua investigação sobre o violento tiroteio que envolveu vários agentes da Blackwater em setembro do ano passado na capital iraquiana, informou o funcionário americano.

Depois que os resultados da pesquisa forem publicados, "o governo americano e, principalmente, o embaixador dos Estados Unidos em Bagdá, Ryan Crocker, examinarão com muito cuidado os relatórios do FBI, e decidirão se está de acordo com os objetivos e a política dos EUA prolongar o contrato da Blackwater", explicou Starr.

Em 16 de setembro de 2007, agentes da Blackwater que escoltavam um comboio diplomático abriram fogo em um movimentado cruzamento da cidade, matando 17 civis.

Desde então, a empresa afirmou várias vezes que seus funcionários se limitaram a responder com tiros, após terem sido alvo de disparos. Já uma investigação iraquiana concluiu que o comboio não havia recebido sequer uma pedrada.

sl/ap/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG