EUA reiteram neutralidade em conflito entre Reino Unido e Argentina

Washington, 25 fev (EFE).- O Governo dos Estados Unidos reiterou hoje sua neutralidade no conflito entre Argentina e Reino Unido pela soberania das ilhas Malvinas (Falklands), reavivado por causa da intenção britânica de buscar petróleo nas águas do arquipélago.

EFE |

"Na medida em que há um conflito entre Reino Unido e Argentina pelo status das ilhas - do jeito que quiser chamá-las -, achamos que a questão deve ser conduzida por meio do diálogo", declarou o porta-voz do Departamento de Estado americano, Philip Crowley.

"Nós continuamos neutros. Isto significa que apoiamos a retomada de negociações entre Argentina e Reino Unido para encontrar uma solução pacífica. Achamos que isto pode e deve acontecer por meio dos canais diplomáticos, e apoiamos o diálogo", afirmou Crowley a jornalistas.

Na quarta-feira passada, o chanceler argentino, Jorge Taiana, se reuniu com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, para expressar a insatisfação de Buenos Aires com a exploração de hidrocarbonetos nas águas das Malvinas por uma companhia britânica.

O ministro lembrou que existem diversas resoluções das Nações Unidas que pedem uma saída negociada para a disputa e são contrárias à adoção de "decisões unilaterais" que agravem o conflito.

"Espero que o Reino Unido aceite o que a comunidade internacional lhe pede", afirmou Taiana.

Em resposta à reunião de Taiana com Ban, o embaixador britânico na ONU, Mark Lyall Grant, reafirmou o direito das autoridades do arquipélago de explorar os recursos da região. EFE ojl/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG