EUA reiteram apoio aos que lutam pelos direitos humanos

Washington, 10 dez (EFE).- O Governo dos Estados Unidos afirmou hoje que continuará seu apoio às pessoas que ainda lutam pela liberdade e contra a tirania e o medo, ao completar-se hoje o 60º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

EFE |

Em comunicado, o Departamento de Estado elogiou o "nobre" trabalho dos defensores dos direitos humanos que se expõem freqüentemente a vários riscos, inclusive à morte, na luta pelos direitos de seus concidadãos.

"Aplaudimos os avanços alcançados com muito esforço em décadas recentes em prol dos direitos humanos e Governos democráticos", assinalou o porta-voz do Departamento de Estado, Sean McCormack.

No entanto, lembrou que "em todas as regiões do mundo há Governos que respondem às crescentes exigências em matéria de liberdades fundamentais e direitos democráticos oprimindo os direitos humanos e os ativistas, organizações da sociedade civil, jornalistas e outros" que lutam por essa causa.

Por isso, reiterou o compromisso dos EUA de seguir apoiando os que lutam pela liberdade e exigem aos seus Governos que prestem contas por seus atos.

"Os EUA seguirão sendo solidários com os homens e mulheres valentes no mundo todo que trabalham para defender a dignidade humana e avançar na causa da liberdade", assegurou McCormack. EFE cai/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG