EUA reiteram apoio a processo de paz na Irlanda do Norte

Washington, 16 mar (EFE).- A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, afirmou nesta segunda-feira que seu país mantém inabalável seu apoio à política de paz da Irlanda do Norte e chamou de criminosos os responsáveis pelos ataques que mataram dois soldados e um policial na semana passada.

EFE |

"Os Estados Unidos estão junto ao povo da Irlanda do Norte. Não permitiremos que os criminosos destruam os avanços conseguidos com grande coragem e sacrifício", disse Hillary após se reunir com o chanceler irlandês, Michael Martin.

A chefe da diplomacia americana frisou ainda que os ataques "são uma afronta aos valores de toda comunidade, a todo grupo étnico, toda religião e toda nação que procura a paz".

A Polícia norte-irlandesa anunciou a detenção de 11 pessoas que poderiam estar vinculadas aos ataques.

"Espero que as recentes detenções ponham fim a esses trágicos eventos", comentou Hillary.

O chanceler irlandês agradeceu pelo apoio dos EUA e prometeu que seu Governo está disposto a fazer todo o possível para não voltar "aos maus dias" de décadas passadas, quando o país era com frequência alvo de violência sectária.

Um fator importante para a conquista da paz na Irlanda do Norte foi o senador George Mitchell, que colaborou nesses esforços e agora foi designado enviado especial para o Oriente Médio pelo Governo Barack Obama.

Obama se reunirá nesta terça-feira com o primeiro-ministro irlandês Brian Cowen em um novo esforço para assegurar o apoio dos EUA ao processo de paz. EFE ojl/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG