Mercador da Morte - Mundo - iG" /

EUA recorrem na Tailândia pela extradição do Mercador da Morte

Bangcoc - Os Estados Unidos recorreram hoje da decisão de um tribunal tailandês que tinha rejeitado extraditar o acusado de tráfico de armas de origem russa Viktor Bout, apelidado de Mercador da Morte.

EFE |

A pedido da Embaixada dos EUA em Bangcoc, o procurador-geral da Tailândia apresentou o recurso dentro do prazo de 72 horas dado pelo juiz após a emissão da sentença na terça-feira passada.

Uma vez tramitado o pedido na Suprema Corte, a acusação terá 30 dias para preparar o caso, como explicaram fontes do Ministério de Assuntos Exteriores da Tailândia.

Durante o período, será estendida a detenção de Bout, que se preparava para ser solto hoje, até que as autoridades americanas decidiram recorrer.

Washington acusa o russo de envolvimento em operações para vender armas às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e à Al Qaeda, além de conspirar para assassinar funcionários americanos, crimes pelos quais, caso condenado nos EUA, poderia pegar prisão perpétua.

Bout, cuja vida inspirou o filme "O Senhor das Armas" (2005), viu sua carreira na KGB (antigo serviço secreto russo) se dissolver junto com a União Soviética e se dedicou então a vender armamento a nações em conflito como Serra Leoa, Angola e República Democrática do Congo.

Um relatório da Anistia Internacional de 2005 também o implica em redes de tráfico de armas com Bulgária, Moldávia e Ucrânia.

Leia mais sobre: 'mercador da morte'

    Leia tudo sobre: armaseuafilipinas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG