EUA reconhecem poluição pelo CO2

Washington, 17 abr (EFE).- A Agência da Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA) deu hoje uma guinada radical à política do Governo anterior, de George W.

EFE |

Bush, ao declarar o dióxido de carbono (CO2) e outros cinco gases como "poluentes e prejudiciais para a saúde".

Em comunicado divulgado hoje, a EPA reconhece que, após uma pesquisa científica ordenada pela Corte Suprema em 2007, chegou à conclusão de que "os gases que geram o efeito estufa contribuem à poluição do ar e representam um perigo para a saúde e o bem-estar público".

Com esta mudança de postura, o Governo dos EUA inicia o processo para regular pela primeira vez a emissão dos gases aos quais se atribui o aquecimento global.

A administradora da EPA, Lisa P. Jackson, disse que a pesquisa confirma que a poluição dos gases-estufa "é um problema grave na atualidade e para as futuras gerações".

"Felizmente, o estudo foi elaborado após o presidente (Barack) Obama ter feito uma chamada para reduzir as emissões e pedido ao Congresso que crie leis favorecendo as 'energias limpas'".

Para ela, "combater este tipo de emissões pode criar milhões de postos de trabalho, reduzir a dependência do petróleo estrangeiro e criar uma indústria de transporte mais eficiente". EFE pgp/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG