EUA querem que Síria facilite deslocamento de refugiados iraquianos

Damasco, 24 jun (EFE) - O coordenador do Departamento de Estado americano para refugiados iraquianos, James Foley, se reuniu hoje com as autoridades sírias para tentar remover os obstáculos políticos que impedem que estes refugiados na Síria viajem aos Estados Unidos.

EFE |

Aparentemente, as autoridades sírias estão bloqueando a entrada no país dos funcionários americanos que deveriam ficar encarregados da tramitação dos vistos para os deslocados iraquianos nos EUA.

Atualmente há 1,5 milhão de refugiados iraquianos na Síria e é neste país onde são apresentados mais pedidos para viajar aos EUA.

Para resolver estas diferenças, Foley manteve uma reunião com o vice-ministro de Exteriores sírio, Fayssal Mekdad, segundo a agência de notícias síria "Sana".

Os dois concordaram na necessidade de uma maior implicação internacional para resolver o problema dos refugiados iraquianos.

Além disso, Foley e Mekdad destacaram que "a melhor solução para os refugiados iraquianos é facilitar o retorno a seus lares".

O diplomata americano chegou na segunda-feira a Damasco no marco de uma viagem pela região, cujo objetivo é potenciar o asilo nos EUA de refugiados iraquianos, que devem chegar a 12 mil em setembro, segundo estabeleceu o Governo sírio.

Foley também visitou Turquia e Jordânia, e viajará em breve ao Líbano, todos países com presença de refugiados iraquianos.

Desde o começo da Guerra do Iraque, em março de 2003, calcula-se que dois milhões de pessoas fugiram à Síria e Jordânia, e que outros dois milhões foram deslocados dentro do território iraquiano. EFE gb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG