Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

EUA querem que pedido de Chávez às Farc se concretize em ações

Washington, 9 jun (EFE).- O Departamento de Estado dos Estados Unidos agradeceu as palavras do presidente venezuelano, Hugo Chávez, que pediu que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) libertassem seus reféns, e se mostrou confiante de que Venezuela transformará essas boas palavras em ações concretas.

EFE |

No último fim de semana, Chávez aconselhou as Farc que libertassem seus reféns e que buscasse o fim de sua insurgência.

"Essas são boas palavras", afirmou hoje o porta-voz do Departamento de Estado americano, Sean McCormack.

"Encorajamos a Venezuela a complementar essas boas palavras com ações concretas", acrescentou.

Segundo McCormack, o Governo da Venezuela deveria fazer todo o possível "para se distanciar de qualquer relação que possa ter tido" com a guerrilha colombiana.

O americano disse ainda que é tarefa dos venezuelanos ditar quais seriam tais ações. "Em público, nós só podemos nos guiar pelos relatórios de imprensa que vemos sobre estes vínculos entre as Farc e a Venezuela".

"Todos na região, o Governo e o povo da Colômbia, que enfrentam as organizações terroristas, desejariam que a Venezuela tomasse medidas concretas que dissipem a idéia, seja em teoria ou de fato, de que há uma relação que continua entre as Farc e a Venezuela", disse McCormack. EFE jab/rr

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG