EUA querem maior colaboração da ONU na desnuclearização norte-coreana

Viena, 25 jul (EFE).- O negociador americano nas conversas para desmantelar o programa nuclear da Coréia do Norte, Christopher Hill, expressou nesta sexta-feira sua esperança de que os inspetores da ONU tenham um papel significativo no processo.

EFE |

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) tem por enquanto só um papel consultivo na verificação do desmantelamento do programa atômico de Pyongyang.

Os encarregados de supervisionar o processo são os seis países envolvidos nas negociações: China, Coréia do Sul, Coréia do Norte, Estados Unidos, Japão e Rússia.

Hill se reuniu hoje com o diretor da AIEA, Mohamed ElBaradei, para passar os últimos dados sobre o processo de desnuclearização do regime norte-coreano e tratar sobre o papel que a agência nuclear da ONU incluirá ao processo.

"Nossa intenção é dar à AIEA um papel significativo", explicou Hill aos jornalistas depois de se reunir com ElBaradei para dizer que ainda tem de "determinar que papel será esse".

"A AIEA tem uma grande experiência nesse sentido", por isso que a agência deveria estar "envolvida de forma significativa", acrescentou o diplomata.

Alguns especialistas comentaram que a Coréia do Norte não deseja trabalhar com a AIEA, uma agência técnica da ONU, porque não está envolvida nas conversas políticas de seis lados, que concordou em desmantelar o programa nuclear norte-coreano em troca de incentivos políticos e econômicos.

A Coréia do Norte expulsou os últimos inspetores da AIEA em dezembro de 2002 e, em janeiro de 2003, anunciou sua saída do Tratado de Não-Proliferação Nuclear (TNP) para impulsionar seu programa nuclear sem restrições.

Em outubro de 2006, o regime comunista detonou uma bomba atômica e causou um grande alarme internacional, embora cinco meses mais tarde tenha aceitado terminar com seu programa nuclear militar em troca de ajudas econômicas. EFE ll/fh/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG