Washington, 10 jul (EFE).- Os Estados Unidos qualificaram hoje de prematura a afirmação do presidente venezuelano, Hugo Chávez, de que o diálogo entre o presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, e o novo Governo de Roberto Micheletti estivesse morto antes de começar.

"Obviamente esta afirmação é prematura. Há uma negociação em andamento e essa é, como disse a secretária de Estado Hillary Clinton, a melhor via para resolver a solução pacificamente e ajudar Honduras a voltar à ordem democrática constitucional", disse o porta-voz adjunto do Departamento de Estado, Philip Crowley.

Chávez pediu hoje ao presidente americano, Barack Obama, que reconsidere "o gravíssimo erro" de Hillary, de promover um diálogo que favoreça Micheletti.

O diálogo, afirmou, está "sepultado, já estava morto antes de começar" e foi abortado pelo Governo dos EUA, embora fique "alguma chama acesa".

"É difícil saber o que o presidente Chávez apoia e rejeita. Acho que em várias ocasiões o Governo venezuelano apoiou um processo de retorno do presidente Zelaya", afirmou Crowley. EFE cai/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.