EUA protestam contra declarações racistas de chanceler de Honduras

A embaixada dos Estados Unidos em Honduras reagiu indignada nesta terça-feira às declarações desrespeitosas e racistas do chanceler do governo de fato, Enrique Ortez Colindres, contra o presidente Barack Obama.

AFP |

"Como representante oficial e pessoal do presidente dos Estados Unidos da América, expresso minha profunda indignação pelos comentários insensíveis do senhor Enrique Ortez Colindres sobre o presidente Barack Obama", diz uma nota do embaixador de Washington em Tegucigalpa, Hugo Llorens.

O chanceler do governo de fato de Roberto Micheletti referiu-se a Obama como "esse negrinho que nem sabe onde fica Tegucigalpa".

"Esses comentários são profundamente indignos para o povo americano e para mim, pessoalmente. Estou chocado com estes comentários, os quais condeno fortemente", destacou o embaixador.

O governo dos Estados Unidos havia saído em defesa do presidente desposto Manuel Zelaya, o que motivou as críticas de Ortez Colindres, designado chanceler pelo governo de Micheletti.

nl/af/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG