EUA prometem cortar emissões do governo em 28% até 2020

WASHINGTON (Reuters) - O presidente norte-americano, Barack Obama, disse nesta sexta-feira que o governo dos Estados Unidos irá reduzir em 28 por cento as suas emissões de gases do efeito estufa até 2020, graças a um decreto baixado por ele para dar um exemplo no combate à mudança climática. A meta se baseia numa combinação de metas individuais de 35 órgãos públicos, estabelecidas em relação a um valor-base de 2008, segundo a Casa Branca.

Reuters |

Obama, que tenta aprovar um projeto para que o país como um todo reduza suas emissões em 17 por cento até 2020, em comparação aos níveis de 2005, disse que o governo federal tem de liderar a nação na sua busca por combustíveis menos poluentes.

"Como maiores consumidores de energia nos Estados Unidos, temos uma responsabilidade para com os cidadãos norte-americanos para reduzir nosso uso energético e nos tornar mais eficientes", disse Obama em nota.

"Nossa meta é reduzir custos, reduzir a poluição e transferir os gastos energéticos federais do petróleo para a energia local e limpa."

O governo federal gastou 24,5 bilhões de dólares em eletricidade e combustível em 2008, segundo a Casa Branca. Alcançar a meta seria equivalente a poupar 205 milhões de barris de petróleo, ou até 11 bilhões de dólares em "custos energéticos evitados" até 2020.

(Reportagem de Jeff Mason)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG