EUA proíbem americanos em hotéis renomados de grandes cidades do Paquistão

Washington, 24 set (EFE).- Os Estados Unidos proibiram hoje os americanos e os funcionários do Governo no Paquistão de se hospedarem ou de visitarem os grandes hotéis de Islamabad, Karachi e Peshawar, devido aos temores de um novo atentado, informou o Departamento de Estado americano.

EFE |

No último sábado, um grupo terrorista que poderia estar ligado à Al Qaeda cometeu um ataque suicida contra o Hotel Marriott de Islamabad, matando 53 pessoas, entre elas o embaixador da República Tcheca, e ferindo 266.

A embaixada dos EUA no Paquistão emitiu um comunicado no qual recomenda aos seus funcionários que também evitem os restaurantes públicos das três cidades e se limitem a sair para fazer compras.

A advertência foi estendida ao resto dos americanos que estão na região a trabalho ou a passeio.

A proibição terá "efeito imediato" para todo o pessoal do Governo americano, que "não terá permissão para se hospedar ou freqüentar grandes hotéis em Islamabad, Karachi e Peshawar", indica a nota.

"Há relatos de que podem haver mais ataques terroristas em Islamabad, e estes mercados e restaurantes podem ser alvos", destacou o Departamento de Estado americano.

O comunicado diz ainda que, enquanto estiverem no Paquistão, os americanos devem agir em público com discrição, evitar as multidões e variar o trajeto e as horas de suas saídas. EFE elv/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG