EUA processam empresa por ajudar programa nuclear iraniano

Washington, 17 set (EFE).- Os Estados Unidos tomaram hoje várias medidas contra a empresa Mayrow General Trading e sua rede mundial, acusadas de estarem envolvidas no fornecimento de materiais militares e de duplo uso utilizáveis na construção de armas de destruição em massa.

EFE |

O Departamento de Justiça americano informou hoje que apresentou acusações contra 16 companhias e pessoas de Emirados Árabes Unidos, Malásia, Alemanha e Reino Unido, todas relacionadas à rede da Mayrow, cuja sede fica em Dubai.

Por sua vez, o Departamento de Comércio incluiu mais de 100 entidades de todo o mundo em sua lista que proíbe exportações de bens sujeitos à Lei de Administração de Exportações.

Já o Departamento do Tesouro emitiu sanções contra 16 empresas iranianas por seu papel no programa nuclear e balístico de Teerã.

Segundo o Governo dos Estados Unidos, algumas das entidades e indivíduos atingidos pelas medidas dos EUA desempenharam um "papel vital" na aquisição ou na tentativa de compra de componentes eletrônicos e aparalhos utilizáveis na construção de dispositivos explosivos improvisados. EFE cai/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG