EUA preveem enviar mais soldados ao norte do Afeganistão

WASHINGTON (Reuters) - Os comandantes norte-americanos no Afeganistão planejam o envio de mais 2.500 soldados e treinadores ao norte do Afeganistão devido às preocupações com a crescente presença do Taliban na região, disseram nesta sexta-feira funcionários da Defesa. Os reforços fazem parte do incremento de 30 mil efetivos autorizado em dezembro pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

Reuters |

"Estão ficando mais violentos do que eram", disse um funcionário sobre o plano, o qual chamou de "experimental".

Os comandantes norte-americanos estão consultando seus colegas alemães e afegãos na região sobre os níveis de forças e detalhes logísticos, acrescentou.

Uma parte importante dos soldados adicionais --mais da metade, segundo estimativas--- seria de treinadores destinados a ajudar a melhorar o Exército afegão.

O norte do país, visto como pacífico por muito tempo, testemunhou uma crescente violência nos últimos meses, e Washington teme que a chegada de suprimentos para as forças da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) possa ser interrompida.

Um alto oficial militar norte-americano reconheceu que qualquer envio de tropas ao norte do país poderia complicar a prioritária campanha do sul devido à limitada quantidade de efetivos disponíveis.

(Reportagem de Adam Entous)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG