EUA prestam 1ª ajuda militar a Taiwan em trabalhos de resgate em 30 anos

Taipé, 17 ago (EFE).- O primeiro helicóptero americano de ajuda diante do tufão Morakot, um modelo capaz de transportar até 16 toneladas de carga, chegou à base aérea taiuanesa de Tainan, informou à Agência Efe o porta-voz do local, Hong Wen-cheng.

EFE |

O helicóptero faz parte de um grupo de quatro trazidos pelo transporte anfíbio "Denver", segundo informou aos jornalistas o chefe de imprensa do Instituto Americano em Taiwan, Chris Kavanagh.

A chegada dos helicópteros se junta à intensificação da ajuda internacional aos desabrigados pelo tufão "Morakot" e aos trabalhos de reconstrução após o desastre.

No domingo, chegou à ilha um avião militar americano com materiais para alojamentos temporários, a primeira ajuda militar humanitária americana em Taiwan desde que, em 1979, Washington cortou os laços oficiais com Taipé para estabelecê-los com Pequim.

Chegaram hoje outros dois aviões militares do mesmo tipo com desinfetante, e amanhã está prevista a chegada de uma delegação humanitária da União Europeia (UE), formada por cinco membros, para avaliar a assistência europeia.

A China enviou cerca de 100 casas pré-fabricadas, que chegarão amanhã ao porto de Kaohsiung, e o Governo espera que cheguem cerca de mil casas para alojar temporariamente os desabrigados.

O Escritório para os Assuntos de Taiwan, subordinado ao Conselho de Estado (Executivo chinês), disse estar disposta a enviar também o Exército para ajudar nos trabalhos de resgate, no que seria um contato histórico que não ocorria desde que o Kuomingtang, derrotado pelo Exército comunista, se refugiou em Taiwan.

Segundo a imprensa oficial chinesa, se chegar o pedido de Taipé de ajuda de helicópteros para resgatar em zonas difíceis centenas de pessoas, seriam alugados aparelhos da Rússia para evitar a oposição que geraria na população taiuanesa, mesmo sendo de socorro, as operações do Exército de Libertação Popular chinês.

Além disso, um terremoto de 6,5 graus na escala Richter atingiu hoje o noroeste de Taiwan, sem causar danos consideráveis e sem afetar muito os trabalhos de resgate e reconstrução.

As vítimas confirmadas do "Morakot" são, até o momento, 126 mortos, 61 desaparecidos e 45 feridos, sem contar os soterrados em Siaolin, que podem ser até 491 pessoas. EFE flp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG