A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, está pressionando Israel a suspender os obstáculos à entrada de ajuda humanitária na Faixa de Gaza, submetida a um rígido bloqueio desde meados de 2007, informa o jornal israelense Haaretz.

Hillary enviou na semana passada pasada mensagens neste sentido por meio de vários canais, expressando seu descontentamento com as travas impostas por Israel para a passagem da ajuda.

O jornal informa ainda que que o senador americano John Kerry criticou na semana passada a recusa de Israel de autorizar a entrada de massas na Faixa de Gaza.

Depois da intervenção de Kerry, o ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, permitiu, segundo o jornal, a entrada deste tipo de alimento, que o governo israelense não considera um produto de primeira necessidade, ao contrário do arroz.

Kerry, presidente da comissão de Relações Exteriores do Senado americano, fez uma visita sem precedentes na semana passada à Faixa de Gaza, devastada pela última ofensiva militar israelense (27 de dezembro - 18 de janeiro).

Israel condiciona a reabertura dos pontos de passagem com Gaza à libertação do soldado Gilad Shalit, sequestrado em junho de 2006.

Leia mais sobre: Israel

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.