WASHINGTON - O governo do presidente americano, Barack Obama, está preparando sanções contra elementos específicos do governo iraniano, incluindo aqueles envolvidos na violenta repressão de manifestantes que vêm contestando as eleições presidenciais de junho, informa nesta quarta-feira o jornal americano Washington Post.

Os alvos precisos da política de sanções ainda estão sendo decididos, mas em uma alta posição na lista de alvos está a Guarda Revolucionária do Irã, o comando militar que vem desempenhando um amplo papel na repressão aos oposicionistas. A organização também tem um papel preponderante na economia do país. Em 2007, o governo Bush acusou a corporação de vínculos com terrorismo e proliferação nuclear. 

O objetivo da medida é punir alvos específicos para evitar prejudicar a população iraniana como um todo. Com as sanções, os EUA esperam forçar Teerã a voltar à mesa de negociações.

"Nunca nos atraiu a ideia de tentar fazer com que o mundo inteiro cerque sua economia", disse uma autoridade americana sob condiçõa de anonimato. "Não podemos ser surdos em relação a isso, porque importa como a população iraniana interpreta seu isolamento - se é uma falta do regime ou se são levadas a pensar que é nossa culpa."

Como resultado, há aparentemente pouco interesse do Executivo americano em uma legislação aprovada recentemente na Câmara de Representantes que pretende punir companhias que vendem petróleo refinado ao Irã. O Senado ainda não fixou data para votar a medida.

Segundo o "Washington Post", "as sanções seriam impostas de três formas: no Conselho de Segurança das Nações Unidas de forma unilateral e juntamente com outros países, e os EUA buscariam implementá-las de forma mais ou menos simultânea, com ênfase inicial na ONU em fevereiro.

Obama estipulou há dez meses o prazo até o fim deste ano para que o Irã aceite negociar sobre seu programa nuclear. A comunidade internacional suspeita que o programa atômica iraniano tem fins militares, algo que o Irã nega.

Leia mais sobre: Irã

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.