EUA prendem suspeito de planejar ataque contra Capitólio

Marroquino de 29 anos planejava detonar o que acreditava ser um colete suicida dentro da sede do Congresso dos EUA

iG São Paulo |

Um marroquino de 29 anos foi preso nesta sexta-feira perto do Capitólio (sede do Congresso americano), em Washington, enquanto planejava detonar o que pensava ser um colete suicida. De acordo com a polícia e autoridades do governo, o colete havia sido dado ao suspeito por membros do FBI disfarçados.

Ameaça: Suposto atirador da Casa Branca é acusado de tentar matar Obama

AP
Capitólio, ao fundo, é a sede do Congresso dos EUA (foto de 14/05/2010)
Leia também: Bala atingiu janela blindada da Casa Branca, diz serviço secreto

Amine El Khalifi de Alexandria, Virgínia, foi preso com uma arma e explosivos que não funcionavam. Por causa disso, as autoridades disseram que a população nunca esteve em risco.

De acordo com Dean Boyd, porta-voz do Departamento de Justiça, o suspeito, que permaneceu nos EUA apesar de seu visto ter vencido há anos, vinha sendo investigado há quase um ano pelo FBI e a polícia do Capitólio. Duas pessoas questionadas sobre o assunto disseram à Associated Press que o FBI o vigiava durante 24 horas há várias semanas.

Khalifi havia expressado a intenção de deixar ao menos 30 mortos e considerou a possibilidade de atacar um prédio em Alexandria e um restaurante, uma sinagoga e um local de encontro de militares em Washington antes de escolher atacar o Capitólio após examinar a área por duas vezes. Segundo uma autoridade, Khalifi foi com os agentes disfarçados do FBI para uma pedreira na área de Washington para detonar os explosivos.

Khalifi chegou aos EUA quando tinha 16 anos, está desempregado e não há indícios de que tenha associação com a rede terrorista Al-Qaeda. Também há informações de que a polícia está perto de prender outro marroquino relacionado ao suspeito sob acusações não relacionadas à suposta conspiração terrorista.

***Com AP

    Leia tudo sobre: euamarrocoscapitóliowashington

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG