WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos consideram remover a Coréia do Norte provisoriamente de sua lista negra de países patrocinadores do terrorismo para tentar salvar as negociações de desnuclearização da Coréia do Norte, informou uma fonte próximas às negociações, nesta sexta-feira. A fonte, que pediu para não ser identificada devido à dimensão da situação, disse que não foi tomada nenhuma decisão definitiva e que o anúncio da medida provavelmente não será feito nesta sexta, embora ela não descarte essa possibilidade.

Perguntada se o governo Bush está pensando na remoção provisória da Coréia do Norte de sua lista de patrocinadores do terrorismo, o que impõe uma série de sanções a Pyongyang, a fonte respondeu: "Provavelmente, isso vai acontecer".

O governo Bush tem sofrido nos últimos meses para tentar salvar um acordo que estabelece o desarmamento nuclear da Coréia do Norte em troca de incentivos econômicos e diplomáticos.

Segundo o acordo, os Estados Unidos deixaram claro que vão remover a Coréia do Norte da lista, assim que o país fornecer uma declaração "completa e correta" de todos os seus programas nucleares.

Mas a Coréia do Norte desistiu do acordo devido à insistência dos Estados Unidos e dos outros membros das negociações -- Coréia do Sul, China, Japão e Rússia -- em verificar as suas declarações militares.

(Reportagem de Arshad Mohammed e Sue Pleming)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.