EUA podem processar terroristas de Mumbai

Washington, 3 dez (EFE).- O procurador-geral dos Estados Unidos, Michael Mukasey, acredita que Washington tem jurisdição para processar os responsáveis pelos atos terroristas de Mumbai (ex-Bombaim), nos quais morreram cerca de 200 pessoas, entre elas seis americanos.

EFE |

Em coletiva de imprensa, o secretário de Justiça explicou que ainda precisa de detalhes suficientes para dizer se os EUA apresentarão acusações contra os terroristas.

Mukasey fez essas declarações no mesmo dia em que a secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, chegou à Índia para reiterar às autoridades locais o pleno apoio dos EUA nas investigações dos atentados.

Mukasey afirmou, além disso, que os atentados evidenciam a importância de que os países disponham da melhor informação de inteligência possível sobre os locais de futuros atentados e que aumentem a segurança em função dessas advertências.

O secretário de Justiça não acredita que os EUA se encontrem mais vulneráveis perante possíveis atentados terroristas durante o período de transição, apesar de no dia da posse do presidente eleito Barack Obama, em 20 de janeiro, a segurança vá ser redobrada.

"Os terroristas atacam quando acham que é o momento, não segundo o calendário político ou a agenda de eventos", argumentou Mukasey.

O procurador-geral disse que ainda não se reuniu com seu sucessor, Eric Holder, designado na segunda-feira pelo presidente eleito como novo chefe do Departamento de Justiça. EFE cai/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG