EUA podem começar retirada adicional de tropas do Iraque em setembro

Nova York, 13 jul (EFE).- O Governo americano estuda a retirada adicional de tropas de combate do Iraque a partir de setembro, segundo fontes oficias citadas hoje pelo jornal The New York Times.

EFE |

Segundo o jornal, a situação no Afeganistão, onde os talibãs e outros insurgentes intensificaram sua luta, é um dos fatores que levou ao estudo da retirada.

As atuais condições tornariam necessário o desdobramento de um maior número de homens no Afeganistão, onde em maio e junho morreram mais soldados dos EUA e aliados dos que no Iraque, uma tendência que continua este mês.

Apesar de a decisão sobre a retirada ainda não ter sido tomada, as fontes asseguram que entre uma e três das 15 brigadas de combate atualmente no país poderiam deixar o Iraque quando o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, sair da Casa Branca, em janeiro.

Segundo o "New York Times", "o desejo de movimentar rapidamente os homens reflete a visão de muitos no Pentágono de reduzir a tensão nos militares, mas também de ter mais tropas para o Afeganistão e, potencialmente, para outras missões".

O jornal explica que existe consenso em Washington e Bagdá sobre a necessidade de enviar mais tropas ao Afeganistão e que um número maior de soldados dos EUA pode deixar o Iraque.

"Não há realmente uma discussão de números, mas sobre as condições no terreno", disse um funcionário militar em Bagdá, citado pelo "New York Times", que assegura que essas condições "são muito mais favoráveis do que há dois meses".

O jornal assegura que a Casa Branca nega a retirada, mas um porta-voz disse que "Bush confia em trazer mais tropas para casa", e que "poderia esperar pela recomendação do general David Petraeus (comandante das tropas dos EUA no Iraque) em setembro".

"Por enquanto, continuamos as discussões com os iraquianos em nossa meta de reduzir a presença das tropas dos EUA", afirmou o porta-voz, Gordon D. Johndroe, ao "New York Times". EFE mr/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG