BAGDÁ - Os Estados Unidos podem acelerar a saída de suas tropas do Iraque, anunciou nesta quarta-feira o secretário de Defesa americano, Robert Gates, após uma visita surpresa ao país.

"O ritmo da retirada de tropas pode ser acelerado. As condições de segurança estão melhorando no Iraque", declarou Gates à imprensa que viajava com ele do Iraque para a Turquia.

O secretário de Defesa americana falou após uma reunião com o presidente da região autônoma do Curdistão (norte), Massud Barzani. Terça-feira, Gates se reuniu com o primeiro-ministro iraquiano Nuri al Maliki em Bagdá.


Robert Gates (esq.) fez uma visita surpresa ao Iraque / AP

Gates exortou novamente os dirigentes árabes e curdos a revolverem suas divergências para não correr o risco de voltar a afundar o país na violência.

"Ele lembrou a seus anfitriões que sacrificamos muito sangue e dinheiro para permitir que os avanços destes últimos dois anos sejam desperdiçados em divergências políticas", declarou seu porta-voz, Geoff Morrell, após encontro com Barzani.

Ontem, durante sua visita a Bagdá, Gates disse que Washington está disposto a ajudar a resolver as diferenças entre curdos e árabes sobre as fronteiras e a distribuição das riquezas naturais nesta região, principalmente o petróleo.

As relações entre o governo do Curdistão e o Executivo central iraquiano passam por um momento delicado, devido à disputa pela rica região petrolífera de Kirkuk, que a região autônoma reivindica como própria.

Esta é a décima vez que Robert Gates visita o Iraque desde sua entrada no Departamento de Defesa, em 18 de dezembro de 2006. A anterior havia ocorrido em 15 de setembro do ano passado.

* Com AFP e EFE

Leia mais sobre Iraque

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.