EUA pode vender mais navios de combate a Israel

WASHINGTON (Reuters) - O Pentágono informou na quarta-feira o Congresso sobre a possível venda a Israel de novos navios de combate costeiro, peças de reposição softwares e outros produtos e serviços avaliados em 1,9 bilhão de dólares. Os principais beneficiários dos contratos seriam as empresas Lockheed Martin, General Dynamics e Raytheon, segundo a Agência de Cooperação de Segurança da Defesa, que supervisiona as vendas de armas para o exterior.

Reuters |

Israel solicitou autorização para adquirir até quatro navios de combate litorâneo, usados para patrulhas próximas à costa. O Congresso tem 30 dias para impedir a venda, o que dificilmente ocorre.

'É vital para o interesse nacional dos EUA assistir Israel no desenvolvimento e manutenção de uma capacidade de autodefesa forte e preparada', disse a agência em nota.

(Reportagem de Diane Bartz)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG