EUA perderam a base no Quirguistão porque não quiseram pagar aluguel mais alto

O Quirguistão decidiu fechar a base militar dos Estados Unidos nesse país da Ásia Central porque Washington se negou a pagar um aluguel mais elevado, afirmou nesta quarta-feira o presidente quirguiz, Kurmanbek Bakiev.

AFP |

"Nos últimos três anos, disse claramente durante reuniões com representantes do governo americano: os tempos mudaram. Os preços são diferentes. Temos que renovar os termos do acordo", declarou em entrevista à imprensa.

"Mas nossos pedidos foram ignorados", acrescentou.

O presidente quirguiz deu a entender que por 150 milhões de dólares anuais (116 milhões de euros), os Estados Unidos poderiam continuar utilizando a base aérea de Manas, perto de Biskek que, desde 2001, serve de apoio logístico às forças da coalizão internacional no Afeganistão.

"Essa decisão sobre a base não foi irrefletida. Foi amadurecida durante anos", assegurou Bakiev.

Manas é considerada importante para o abastecimento das tropas no Afeganistão, uma vez que os comboios que seguem pela estrada principal, a partir do Paquistão, são alvo com frequência de ataques talibãs.

O Quirguistão anunciou semana passada o fechamento dessa base, no momento em que Moscou concedia ao país um empréstimo de 2 bilhões de dólares.

tol-mcs-sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG