Os Estados Unidos registraram uma perda de 598.000 vagas de trabalho em janeiro, uma cifra mensal inédita desde 1974, segundo dados oficiais divulgados nesta sexta-feira.

A queda da mão de obra empregada anunciada pelo departamento de Trabalho foi mais acentuada que o previsto pelos analistas, de 580.000 cortes de empregos líquidos.

O ministério reviu também em forte alta suas estimativa do número de postos destruídos em dezembro, para 577.000, em vez dos 524.000 anunciados há um mês.

Com isso, a taxa de desempregou subiu 0,4% em relação a seu nível estimado no mês anterior, ficando em 7,6% em janeiro, seu mais alto nível desde setembro de 1992.

"Desde o início da recessão em dezembro de 2007, as perdas de emprego atingiram 3,6 milhões, a metade delas nos três últimos meses", escreveu o ministério.

mj/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.