EUA: Pelo menos 9 morrem em ataque de Papai Noel

Investigadores encontraram nesta sexta-feira um nono corpo numa casa onde, na noite da véspera de Natal, um homem vestido de Papai Noel realizou um ataque, matando os presentes em uma festa natalina. O incidente ocorreu em Covina, um subúrbio da cidade de Los Angeles.

BBC Brasil |

Segundo a polícia, a casa era da família da ex-mulher do autor do ataque, identificado como Bruce Jeffrey Pardo, de 45 anos.

Pardo, que ele havia se divorciado recentemente, iria participar como Papai Noel da missa da meia-noite de sua igreja local.

Mas, ao contrário dos anos anteriores, ele não chegou à igreja, mas fez uma visita inesperada à casa dos ex-sogros.

O oficial Pat Buchanan, da polícia de Covina, disse que Pardo bateu na porta e foi atendido por uma menina de oito anos, que foi atacada, mas sobreviveu e foi levada a um hospital.

Depois disso ele entrou na casa e atirou em todos os outros convidados.

Fogo
A polícia acredita que a ex-mulher do atirador e os ex-sogros estejam entre os mortos, que ainda não foram identificados.

Depois do tiroteio, ele ateou fogo na casa com o que a polícia acredita ser um artefato caseiro.

De acordo com a polícia, vizinhos do sobrado afirmam que viram pessoas se atirando das janelas da residência para tentar escapar do fogo.

Logo após o início das investigações da polícia Pardo foi encontrado morto com um único tiro na cabeça na casa de seu irmão, para onde fugiu.

Os corpos encontrados dentro do sobrado ainda estão sendo identificados pela polícia. As queimaduras e ferimentos dificultam o trabalho.

A polícia acredita que o suposto assassino estava enfrentando dificuldades na vida pessoal, com um divórcio problemático e a demissão de seu emprego.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG