EUA pedem que Espanha receba 4 presos de Guantánamo

Madri, 17 jun (EFE).- Os Estados Unidos pediram hoje para que a Espanha receba quatro detentos da base militar de Guantánamo, informou o ministro de Assuntos Exteriores espanhol, Miguel Ángel Moratinos.

EFE |

Em entrevista coletiva, Moratinos disse que, antes de dar uma resposta, a Espanha estudará cada um dos quatro casos apresentados pelo enviado especial dos EUA para o fechamento da prisão de Guantánamo, Daniel Fried.

O ministro espanhol não deu nenhuma pista sobre a nacionalidade destes quatro prisioneiros e afirmou que os EUA podem apresentar "mais algum caso no futuro".

Fried se reuniu hoje em Madri com representantes dos ministérios espanhóis de Assuntos Exteriores, Interior e Justiça.

O presidente do Governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, reiterou a predisposição de receber um "número reduzido" de presos de Guantánamo para facilitar o fechamento da prisão da base militar.

Em uma entrevista à rede de televisão "Cuatro", Zapatero disse que essa cifra ainda não está decidida e explicou que é necessário um estudo prévio já que se trata de "uma situação complicada do ponto de vista jurídico, do direito internacional e do direito interno".

Segundo Moratinos, a reunião de hoje com o enviado americano serviu para "tomar conhecimento" da solicitação dos EUA.

O ministro não soube dizer se os quatro presos escolheram voluntariamente a Espanha nem como a transferência seria feita.

Agora, o Governo espanhol estudará o pedido "caso a caso", sem um prazo fixo para responder aos EUA. EFE cpg/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG