EUA pedem maior esforço de China e Europa no Afeganistão

Cingapura, 30 mai (EFE).- O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates, pediu hoje à China e Europa um maior compromisso na reconstrução do Afeganistão, porque os americanos não podem assumir sozinhos essa tarefa e o combate aos talibãs.

EFE |

Gates assinalou, durante seu discurso na conferência asiática de segurança realizada em Cingapura, que o Afeganistão deve ser prioridade da Europa nos atos, e não só nas palavras, para implementar a vontade expressada sobre o conflito afegão pelos países europeus em cada cúpula da Otan.

O chefe do Pentágono afirmou que os EUA agradeceriam ainda a ajuda da China na reconstrução, tanto para fornecer financiamento como para contribuir com especialistas civis.

Gates lembrou que Washington enviará nos próximos meses ao Afeganistão diversificado pessoal técnico, mas assinalou que seu número é insuficiente para as necessidades de um país devastado por décadas de guerra civil.

"Durante um período de tempo considerável, o Afeganistão não poderá se permitir ter um Exército ou Polícia com os recursos necessários para enfrentar seus desafios de segurança", apontou Gates, que acrescentou que os Estados Unidos não devem assumir sozinho esse trabalho. EFE csm/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG