EUA pedem extradição de homens das Farc, entre eles o elemento de ligação com Beira Mar

O governo dos Estados Unidos solicitou formalmente hoje à Colômbia a extradição de dois guerrilheiros das Farc capturados há uma semana durante a operação em que foram resgatados 15 reféns desse grupo rebelde.

AFP |

A petição por "seqüestro e terrorismo" recai sobre Gerardo Aguilar (o "Cesar") e Alexander Farfán (o "Gafas"), os quais, segundo Bogotá, estavam à frente do comando encarregado de vigiar um grupo de reféns que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) propunham trocar por 500 rebeldes presos.

Entre esses reféns estavam os americanos Marc Gonsalves, Thomas Howes e Keith Stansell, que estiveram em poder das Farc desde fevereiro de 2003.

"A solicitação, acompanhada da documentação correspondente, foi apresentada ao meio-dia", destacou um funcionário do Palácio de San Carlos, sede da chancelaria.

Além das acusações pelo seqüestro dos três americanos, Aguilar e Farfán são acusados na Colômbia por narcotráfico.

Segundo fontes militares, Aguilar havia assumido os contactos das Farc com organizações que traficam droga através do Brasil e da Venezuela, depois da morte em setembro de Tomás Medina, o "Negro Acacio", que durante anos administrou as ligações com a organização que dirigia o narcotraficante brasileiro detido Fernandinho Beira Mar.

hov/axm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG