EUA pedem à Itália que receba dois presos de Guantánamo

Os Estados Unidos solicitaram à Itália que receba dois detidos de Guantánamo de nacionalidade tunisiana, revela nesta sexta-feira a imprensa italiana.

AFP |

Os detidos são Riadh Nasri e Moez Fezzani, acusados em Milão de dar apoio logístico a uma "célula italiana ligada ao Grupo Salafista para a Pregação e o Combate (GSPC)".

A questão será analisada durante o encontro, na próxima sexta-feira, em Roma, entre o chanceler italiano, Franco Frattini, e o secretário americano de Justiça, Eric Holder.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, reafirmou na quinta-feira sua determinação de fechar a prisão de Guantánamo, e defendeu a ideia de transferir alguns detidos para penitenciárias americanas, criando uma viva polêmica.

Alguns países, como França e Bélgica, estão dispostos a receber presos de Guantánamo.

fmi/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG