EUA pedem a Governo do Sudão para reconsiderar expulsão de ONGs

Washington, 5 mar (EFE).- O Governo dos Estados Unidos disse hoje que a expulsão de 13 ONGs decretada pelo Executivo sudanês prejudica os cidadãos que precisam e dependem da ajuda internacional, e afirmou que o Sudão deve reconsiderar sua posição sobre a questão.

EFE |

O Sudão decidiu expulsar 13 entidades humanitárias estrangeiras de seu território, entre elas algumas americanas, pouco depois da ordem de detenção emitida pelo Tribunal Penal Internacional (TPI) contra o presidente Omar al-Bashir.

O Governo dos Estados Unidos considera que a expulsão "prejudica o próprio país, e não beneficia as pessoas que necessitam da ajuda" no Sudão, afirmou hoje o porta-voz adjunto do Departamento de Estado, Gordon Duguid.

Cartum, disse, "deve reconsiderar sua posição a respeito, porque as populações vulneráveis em todo o Sudão dependem fortemente das organizações internacionais que fornecem a tão esperada ajuda".

Neste contexto, Duguid explicou que vários países, entre eles os EUA, "tentam convencer o Governo do Sudão a reconsiderar sua ação".

A pressão da comunidade internacional está sendo feita no país e a partir de Nova York, através da ONU, acrescentou. EFE cae/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG