EUA pede às Farc que liberte todos os reféns em seu poder

Líder separatista reivindica atentados contra Moscou Washington, 31 mar (EFE).- O Governo dos EUA se mostrou satisfeito com entrega dos militares colombianos Pablo Emilio Moncayo e Josué Daniel Calvo, sequestrados pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia e pediu à guerrilha que liberte todos os reféns em seu poder.

EFE |

"Os Estados Unidos cumprimentam a libertação dos reféns Josué Calvo e Pablo Emilio Moncayo e enviamos nossos melhores desejos a eles e a suas famílias", assinalou o porta-voz do Departamento de Estado, Mark Toner.

"Seguimos pedindo às Farc que liberte todos seus sequestrados restantes", disse Toner, que assegurou que o Governo do presidente Barack Obama apóia os esforços do líder colombiano, Álvaro Uribe, de garantir a "libertação segura de todos os reféns".

O sargento Pablo Emilio Moncayo foi colocado em liberdade terça-feira após 12 anos em poder das Farc em uma bem-sucedida operação humanitária que também permitiu a entrega do soldado Josué Daniel Calvo no domingo.

As Farc advertiram que são os últimos reféns que vão deixar livres unilateralmente, já que a partir de agora só devem aceitar uma troca por guerrilheiros presos. EFE cai/pb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG